A campanha de Delgado no Porto: A importância da história local


A candidatura de Humberto Delgado às eleições presidenciais de 1958 foi proposta por um grupo de oposicionistas da cidade do Porto, tendo sido recolhidas em Vila Nova de Gaia as assinaturas de apoio necessárias à formalização da candidatura. Foi também ao Porto que o general fez a sua primeira deslocação após anunciar que era candidato às eleições presidenciais e onde realizou o seu primeiro comício. Aqui teve o seu primeiro banho de multidão, aquando da sua chegada à Estação de S. Bento, e foi nesta cidade que se iniciou a radicalização da campanha com os primeiros confrontos entre os populares e a polícia.

Estes acontecimentos mostram a importância da cidade do Porto na campanha presidencial de 1958, provavelmente, a mais importante eleição do Estado Novo e, seguramente, aquela que provocou a maior crise no regime.
Estudar como a oposição portuense se posicionou face às eleições presidenciais de 1958, assim como a forma como decorreu a campanha eleitoral de Humberto Delgado nesta cidade é, segundo os padrões historiográficos, um estudo de caso.

O estudo de caso, que também podemos designar por estudo de um acontecimento ou de uma situação, é muitas vezes visto com alguma displicência nos meios académicos. Considera-se que o importante é estudar um tema e não um acontecimento, que o importante é ter uma visão global de um assunto e que os estudos de caso nos dão uma visão parcial. No entanto, não podemos negar que estes estudos nos permitem estudar mais aprofundadamente um acontecimento ou um assunto e que o cruzamento de vários estudos de caso é que nos possibilita compreender melhor uma realidade.

Este estudo sobre a campanha de Humberto Delgado no Porto mostra a importância da oposição portuense no lançamento e definição de toda a estratégia da campanha eleitoral, revela a dimensão do apoio que o general tinha nesta cidade, a forma como foi feita a campanha, o desnorteamento e desarticulação da União Nacional, o clima de violência que pairou na cidade até ao dia das eleições e a dimensão da fraude eleitoral. E só articulando este estudo com outros do género é que podemos compreender o clima de euforia, agitação, violência e esperança que a candidatura de Humberto Delgado provocou de norte a sul do país.

Ana Sofia Ferreira

  1. Nenhum comentário ainda.
(não será publicado)

  1. Ainda sem citações.